O Que Fazer Com o Umbigo Inflamado?

3.4/5 - (10 votes)
3.4/5 - (10 votes)

O Que Fazer Com o Umbigo Inflamado

Várias são as causas que podem levar o umbigo a inflamação, em alguns casos, tal ocorrência pode vir acompanhada de dor e/ou secreção na região afetada, tornando o problema ainda mais sério.

Caso haja qualquer suspeita de umbigo inflamado, é imprescindível ao paciente consultar-se com um médico especializado, que analisará a situação, diagnosticará se há ou não inflamação da região e indicará qual tratamento deve ser feito. A queloide no umbigo causado pelo piercing é uma das principais causas dessa reação do organismo.

Queloide no Umbigo

Utilizado tanto por homens quanto por mulheres, o piercing no umbigo é um acessório bastante estiloso, mas que pode trazer problemas caso não seja aplicado corretamente. Caso o piercing não seja devidamente higienizado, pode incorrer em uma queloide no umbigo. Inserir outros corpos estranhos no umbigo também podem causar queloide.

A queloide no umbigo é uma cicatriz decorrente da proliferação excessiva de fibroblastos e do acúmulo de colágeno, glicoproteínas, integrinas e proteoglicanos, que formam a matriz extracelular. Asiáticos e pessoas de pele negra tendem a ter mais chances de apresentar queloides, embora elas também possam acometer outras pessoas, geralmente na faixa dos 10 aos 30 anos. O melhor tratamento para uma queloide no umbigo é a realização de uma cirurgia de queloide.

Cirurgia de Queloide no Umbigo

Uma excisão é realizada no local da queloide, de modo a retirá-la da pele. Relaxam-se as bordas da ferida através do descolamento de parte dos tecidos e o subsequente avanço dos retalhos. Por fim, a ferida é estabilizada através de suturas abaixo da pele, que podem ficar ali por um período que varia de 6 semanas a 6 meses, de acordo com a tensão da região.

Outras soluções que podem ser adotadas para a queloide no umbigo são as seguintes:

  • Injeção de corticoides;
  • Placas de silicone em gel;
  • Terapia compressiva;
  • Radioterapia;
  • Laserterapia;
  • Crioterapia;
  • Fita adesiva microporosa hipoalergênica

Outras Causas do Umbigo Inflamado

  • Endometriose: ocorre quando o endométrio, tecido que reveste a parte interna do útero, se desenvolve fora da cavidade uterina, podendo atingir outros órgãos, como ovários, trompas, bexiga e intestino;
  • Foliculite: inflamação dos folículos pilosos, que são as estruturas dérmicas responsáveis pela produção de pelos. Divide-se em foliculite superficial e profunda, essa última mais rara;
  • Permanência do úraco: cordão fibroso que é ligado ao umbigo e ao ápice da bexiga. Transforma-se em um resquício fibroso conforme chega a fase adulta. Presente apenas em homens.

O umbigo inflamado também é um problema recorrente em bebês recém-nascidos. Para evitar que esse seja um problema para o bebê, é de suma importância que os pais prestem bastante atenção a alguns sinais dados por seu corpo, como a presença de uma secreção de coloração branca, inchaço ou vermelhidão no umbigo. Caso seja notado algum desses sintomas, o bebê deve ser levado a um pediatra, que pode solicitar eventuais exames para descobrir se se trata de uma inflamação no umbigo ou não.

Outro problema que também pode levar a um umbigo inflamado é a onfalite, nome dado à infecção do coto umbilical, que é o fragmento do cordão umbilical remanescente no bebê depois que ele é cortado. Caso a onfalite não seja tratada, ela pode até mesmo se transformar em uma infecção generalizada. Em países subdesenvolvidos, essa doença pode até mesmo levar à morte, embora isso seja raro em outros lugares.

Os principais sintomas da onfalite em bebês são:

  • Febre;
  • Mama pouco;
  • Vermelhidão ou inchaço no coto ou ao redor dele;
  • Cheiro muito forte do umbigo.

Como Descobrir a Causa de um Umbigo Inflamado?

Muitas vezes, apenas a observação do paciente não é suficiente para constatar se existe ou não uma inflamação no umbigo. Por isso, é essencial consultar um médico especialista, seja um pediatra no caso de bebês e crianças ou um clínico geral em adolescentes, adultos e idosos, para que o umbigo inflamado seja diagnosticado e seu tratamento proceda adequadamente.

Caso seja necessário procurar um cirurgião plástico para tratar a queloide no umbigo, decorrente de uma inflamação, ou uso de piercings, é de suma importância contar com um profissional capacitado, experiente e que possa solucionar a necessidade do paciente com segurança e eficiência. O Dr.Cláudio Lemos cirurgião plástico com ampla experiência em cirurgias plásticas femininas e masculinas, atuante nos principais hospitais e atendendo a milhares de pacientes sempre superando suas expectativas.

Postagens Relacionadas

Entre em Contato
Notícia em destaque Fechar Janela

Gshow

Aos 51 anos, Mônica Carvalho faz novo procedimento estético para desfilar como musa da Grande Rio.

Mônica Carvalho faz novo procedimento estético Ver matéria