Queimadura de Primeiro Grau: Como Tratar?

5/5 - (1 vote)
5/5 - (1 vote)

Queimadura de Primeiro Grau: Como Tratar?

Muita gente pensa que uma queimadura de primeiro grau não precise ser tratada, já que ela é a menos intensa entre todos os tipos de queimadura. Porém, muito se engana quem pensa dessa forma, pois ela pode não ser tão profunda e extensa assim, mas certamente demanda cuidados específicos.

É essencial saber o que deve ser feito para o tratamento de uma queimadura de primeiro grau, de modo que ela não evolua para uma condição mais complicada ou que cause prejuízos ao paciente. Quanto antes esses cuidados forem tomados, maiores são as chances de uma recuperação saudável e bem sucedida.

Portanto, é imprescindível que se conheça o que é bom pra queimadura, se deve ser utilizada uma pomada para queimaduras ou não e diversas outras informações que podem fazer toda a diferença na hora do tratamento.

O Que é Uma Queimadura de Primeiro Grau?

Antes de tudo, vamos entender exatamente o que é uma queimadura de 1º grau e por que ela é caracterizada assim.

Basicamente, as queimaduras são caracterizadas diferentemente de acordo com duas variáveis: extensão e profundidade. É uma união desses dois fatores que determina se o grau de determinada queimadura é maior ou menor.

Uma queimadura de primeiro grau é, realmente, a menos intensa e que causa menos problemas ao paciente. A pele costuma ficar bem avermelhada, já que os vasos sanguíneos ficam dilatados. Esse tipo de queimadura é causado por uma exposição demasiada aos raios solares sem a devida proteção.

Nas queimaduras de segundo grau, além da dilatação das veias, geralmente são formadas bolhas, em decorrência da expulsão de um líquido incolor que faz parte do sistema sanguíneo. A exposição ao sol por muito tempo também pode causá-la, bem como o contato com água ou gordura em temperaturas muito altas.

As queimaduras de terceiro grau são lesões mais graves, já que também atingem a camada que fica imediatamente abaixo da pele, chamada de hipoderme. Essas camadas são destruídas e causam lesões que demandam um tratamento mais cuidadoso. Saber como proceder com uma queimadura de terceiro grau, que pode decorrer do contato com fogo ou substâncias corrosivas, é muito importante para poder apresentar uma recuperação sem maiores problemas.

Por fim, as queimaduras de quarto grau são as mais intensas que existem. Geralmente, elas são consequência de uma explosão, eletrocutamento de todo o corpo ou contato com substâncias corrosivas em todo o corpo. Elas são tão profundas que atingem até os ossos e podem levar a pessoa a óbito.

O Que é Bom Pra Queimadura de Primeiro Grau?

São muitas as recomendações dadas quando alguém vê outra pessoa com uma queimadura. Porém, é preciso prestar muita atenção nessas recomendações, já que elas podem piorar a lesão e causar ainda mais dor e irritação.

As queimaduras de primeiro grau ardem bastante, já que elas irritam os vasos sanguíneos. É exatamente devido a isso que muitas atitudes são tomadas com imediatismo, embora isso possa ser bastante prejudicial.

Ao ver uma bolha de queimadura o que fazer é geralmente um reflexo: estourar a bolha, por exemplo. Porém, isso não é recomendável de maneira alguma.

Por isso, algumas coisas devem ser evitadas, para que a situação não se complique ainda mais, enquanto outras podem ser feitas, já que realmente dão certo.

O Que Não Fazer Com Uma Queimadura de Primeiro Grau

  • Aplicar gelo: o contato do gelo com a queimadura também dará a sensação de queimação, o que consequentemente trará mais dor e incômodo.
  • Aplicar pasta de dente: a maioria das substâncias que geralmente se fala para aplicar na região da lesão provoca um ardor muito forte, que é exatamente o que acontece com a pasta de dente.
  • Remover a pele: além de poder doer bastante, isso deixará a pele queimada ainda mais exposta, o que também pode ser bastante incômodo.
  • Estourar a bolha: assim que for identificada uma bolha de queimadura o que fazer certamente não é estourá-la, pois isso pode causar uma sensação bem forte de dor e agravar o ferimento.
  • Retirar a roupa do corpo que estiver grudada na queimadura: esse é praticamente um reflexo, mas também não deve ser feito. Muitas vezes, a queimadura faz com que o tecido se misture com a pele, mas é importante não tentar retirá-lo e deixar a tomada de decisão com o médico que prestar o atendimento.
  • Apertar o ferimento: isso pode ser bastante doloroso e agravar ainda mais a lesão.

Até mesmo utilizar uma pomada para queimaduras sem prescrição pode não ser recomendável, já que é sempre importante esperar pela opinião do médico. Porém, caso o médico tenha prescrito a pomada, então ela certamente deve ser utilizada, já que auxiliará bastante na recuperação.

O Que Fazer Com Uma Queimadura de Primeiro Grau

Saber o que é bom pra queimadura é determinante para aliviar a dor e a ardência e não complicar a situação. Portanto, a única coisa que deve ser feita em um primeiro momento é deixar a região da queimadura sob água corrente por bastante tempo, o que trará uma sensação de alívio.

Além disso, como a água é pura, então isso não incorrerá em complicações ou problemas na região da queimadura.

Como Funciona a Cirurgia Plástica Para Queimaduras?

Existe uma excelente alternativa para o tratamento de queimaduras, que é um procedimento cirúrgico, seja o tratamento para queimaduras masculino ou o tratamento de queimaduras feminino.

Saber como funciona a cirurgia plástica para queimaduras pode ajudar bastante a tomar essa decisão. Ela é recomendada para queimaduras de segundo grau profundo ou de terceiro grau, mas muitas vezes a pessoa que sofreu a queimadura não sabe qual é a gravidade da lesão.

Por isso, a primeira coisa a se fazer é procurar por atendimento especializado, para que a equipe médica diga o que é necessário fazer para o tratamento. Se houver alguma complicação estética ou funcional do corpo, então a cirurgia é o procedimento mais adequado.

O Dr. Cláudio Lemos é um cirurgião plástico especializado e que oferece o tratamento para queimaduras mais adequado. Assim, caso o ferimento seja mais sério do que uma queimadura de primeiro grau, o paciente poderá voltar a ter uma vida normal e não ter sua estética ou nenhuma de suas funções prejudicada.

Postagens Relacionadas

Entre em Contato
Notícia em destaque Fechar Janela

Gshow

Aos 51 anos, Mônica Carvalho faz novo procedimento estético para desfilar como musa da Grande Rio.

Mônica Carvalho faz novo procedimento estético Ver matéria